Diretora Aline Menezes

aline

Diretora da Cenarium Escola de Dança em Florianópolis.
Iniciou seu contato com a dança aos 6 anos de idade com aulas de Ballet Clássico e Jazz. Em 1999, começou sua paixão pelas danças a dois, passando nos anos seguintes a se dedicar inteiramente a Dança de Salão como bailarina, coreógrafa e professora. Abriu a escola em 2005, construindo grandes parcerias e passando por importantes transformações. Apresentou seu trabalho e se especializou com aulas de renomados profissionais em diversos festivais nacionais e internacionais, dentre eles: Festival de Dança de Joinville, Bento em Dança, Porto Alegre em Dança, Dança Bahia, CITA/Congresso Internacional de Tango Argentino, Broadway Dance Center/NY, Ponto de Cultura Brasil/França, entre outros importantes lugares e eventos. Em competição, com a Cia de Dança da escola, obteve as melhores colocações em festivais, assim como prêmios de Cia Revelação e Cia Destaque.

Durante duas gestões entre 2010 e 2014, foi Presidente da ACADS – Associação Catarinense de Dança de Salão. A ACADS foi a idealizadora do Baila Floripa, o evento é considerado um dos pioneiros da Dança de Salão do país e esteve sob sua direção em 4 edições.

Em 2013, amando trabalhar com gestão e produção, inicia um novo evento, o Baile Arena, Espetáculo Interativo de Dança de Salão. Este projeto piloto deu origem em 2014 ao Salão Arena, trazendo as três personalidades de Dança de Salão do Brasil, Carlinhos de Jesus, Jaime Arôxa e Jomar Mesquita para um evento único. Posteriormente, Aline em parceria com a Marte Inovação Cultural, amplia o formato e nasce o Dança em Cena. Um evento para todas as linguagens de dança, totalmente gratuito, que visa além da formação da plateia, difundir a dança para novos praticantes, a imersão nas comunidades, promover espetáculos, mostras e a capacitação de profissionais. O Dança em Cena já está confirmado no calendário anual de dança da cidade, e aprovado pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

Formada em Psicologia com especialização em Terapia Relacional Sistêmica, pesquisa e desenvolve no dia a dia da escola um trabalho inovador com foco na arte/educação, em um espaço aconchegante e harmonioso, estimulando uma grande equipe de profissionais especializados.

Nosso Time

Alexsandro Flores

Jazz | Alongamento e Flexbilidade | Jazz Contemporâneo

Iniciou estudos em 2004 na Escola Municipal de Dança de Santa Rosa/RS. Integrou como bailarino a Garra Cia e Escola de Dança (Jaraguá do Sul/SC) de Juliano Peçanha; Escola de Dança da Scar; Wald Oliveira Dança e Cia (Jaraguá do Sul/SC); Grupo de Dança Fernando Lima (Joinville/SC); EF Jazz Company (Curitiba/PR) de Eliane Fetzer, entre outros. Participante de diversos festivais obtendo premiações como bailarino, coreógrafo, e algumas premiações como destaque e melhor bailarino. Estudou com renomados professores de diferentes estilos que compõe sua trajetória artística. Integrou o elenco de diversos espetáculos de dança como exemplo “Boreal” de Wald Oliveira (2013), “In Vitro” de Eliane Fetzer (2014) e “Cinderela” de Fabrício Callabari (2015). Atualmente é bailarino da Companhia Independente de Florianópolis e atua como professor e coreógrafo em escolas de dança de Florianópolis com objetivo de aperfeiçoar e desenvolver uma visão e ação qualitativa do Jazz.

(DRT 0010039/SC)

Allyssan Maire

K-Pop

Desde a infância já teve contanto com a dança, no ballet e danças típicas do Pará (dança do boto, carimbó, folclórica, entre outros) também costumava aprender coreografias pelo youtube para apresentar na escola.
Após mudar para Florianópolis em 2011, entrou em 2012 em um grupo de k-pop que hoje se chama BE.AT Dance Team, começou a estudar danças urbanas em 2013 na Cazu, onde participou do grupo Ufania Urbana.
Em 2015 entrou no grupo Seed’Ance Company e participou de vários concursos e festivais.
Começou a dar aula de danças urbanas em 2015 na escola Casarão da Dança e em 2017 começou a dar aula de kpop também. Também já foi professora na Cazu.
Já apresentou com o BE.AT e foi jurada no meio K-pop, hoje costuma ter um canal no Youtube para divulgar a sua dança.

Amanda Gonzaga

Stiletto

Formação em Educação Física Bacharelado, pela UDESC. Tem experiência com a dança há 13 anos. Foi integrante do grupo de dança Alma Negra, tendo contato com ballet, jazz, contemporâneo, hip hop, dança afro e dança folclórica. Participou de diversos festivais de dança do estado. Fez cursos de Jazz, Street Jazz, Contemporâneo e Stiletto, com grandes nomes da dança no país, nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Atualmente é professora e coreógrafa em escolas da cidade, e vem estudando o Stiletto para desenvolver um melhor aperfeiçoamento e reconhecimento da modalidade em Florianópolis.

Bárbara Rey

Ballet clássico

Bailarina, coreógrafa e maître de ballet , atualmente atua como professora convidada no Ballet do Teatro Colón, Buenos Aires Argentina, já tendo trabalhado com companhias como a Cia Deborah Colker, Ballet del Mercosur, Fundação Maximiliano Guerra, inclusive com alunos da Escola do Teatro Bolshoi do Brasil e sua Cia Jovem. Ministra cursos em eventos e escolas de dança particulares e integra bancas de jurados de festivais.
Dirige o projeto profissionalizante Jovem Ballet de Santa Catarina, e organiza os eventos VERSO-Seminário de Verão, Exercícios Cênicos-Mostra de Dança e atua como coordenadora do festival Bento em Dança de Bento Gonçalves/RS.
Foi presidente da Associação Profissional de Dança do Estado de Santa Catarina – APRODANÇA, e membro do Conselho Estadual de Cultura durante 6 anos. Atua como parecerista para editais e outros mecanismos de apoio à cultura como o edital da Caixa Econômica Federal de Apoio a Festivais e o de Ocupação de Espaços, Edital de Pontos de Cultura do MinC, assim como editais de municipios catarinenses. É também membro do Conselho Internacional de Dança – CID UNESCO.
Como parte do seu trabalho no Teatro Colón, neste ano 2016, acompanhou como preparadora técnica os bailarinos da companhia que competiram em Varna – International Ballet Competition, Bulgaria.

(DRT 4305/02/SC)

Beatriz Locks

Fit Dance | Ímpar Power

Mais conteúdo em breve!

Camila Lima

Dança de Salão

Licenciada em Artes Plásticas pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Bailarina, professora e pesquisadora em Danças de Salão, iniciou seus estudos no ano de 2002 na cidade de Florianópolis. Segue sua formação e aperfeiçoamento em danças a dois e em outras modalidades até hoje, com diversos profissionais renomados do Brasil e do mundo. Esteve presente em diversos congressos, festivais e workshops como o Baila Floripa, Baila Costão, Congresso Mundial de Salsa de São Paulo, Semana da Cultura Latina, Congresso Internacional de Tango de Florianópolis, Semana da Dança Mimulus, Holland Dance Festival (Holanda), Festival Internacional de Entretenimento Latino – F.I.E.L., entre outros, apresentando seu trabalho como bailarina, coreógrafa, professora, aluna e fotógrafa.

Em 2010, fez intercâmbio em Bellas Artes na Universidad de Sevilla, na Espanha. Lá, estudou Salsa e Bachata com profissionais locais. No mesmo ano, mudou-se para Portugal, continuando seu intercâmbio na Universidade Técnica de Lisboa, na Faculdade de Motricidade Humana (FMH), no curso de Licenciatura em Dança, onde encontrou seu tema para a junção das artes plásticas, dança e filosofia no seu trabalho de conclusão de curso da faculdade: “Pina Bausch: um corpo que dança”. Foi em Lisboa também, que teve seu maior contato com a Kizomba, vivendo um pouco da cultura africana que pulsa em Lisboa. Em agosto de 2011 regressa à Florianópolis, onde deu continuidade em seu trabalho na Cenarium Escola de Dança. Em 2013 mudou-se para Belo Horizonte, onde fez parte da Mimulus Cia de Dança, do Grupo Experimental Mimulus, e da Mimulus Escola de Dança, como bailarina e professora, apresentando os espetáculos Por Um Fio, Entre e Esse Alguém Sabe Quem, além de fragmentos de outros espetáculos. Viajou com a Cia em turnê pela Europa e Estados Unidos. Voltou para Florianópolis em Julho de 2016, fazendo parte hoje da equipe de professores da Cenarium Escola de Dança outra vez.

Claudia Lima

Aula de Abdominal | Funcional | Hiit

Iniciou seus estudos na faculdade de Ed. Física 1987, na Udesc (SC), após algum tempo sentindo necessidade de aprofundar seus conhecimentos na área biológica e da saúde fez fisioterapia na Universidade Tuiuti (PR) em 2000, profunda conhecedora dos movimentos fundamentais do ser.

Experiência em várias academias com o trabalho de funcional, morou em alguns países da Europa onde também teve experiência na área. Fez cursos específicos, tais como: Funcional Sport, Core 360º,  Congresso Brasileiro De Fisioterapia – BA – 2001, Congresso de saúde, esporte e qualidade de vida de Ctba – 1999,  Meeting Sports, fitness & Fisiterapia – Fpolis, entre outros.

Claudia Venturi

Yoga

Mais conteúdo em breve!

Daniela Alves

Ballet Clássico | Power Ballet | Corpo Infinito

Natural de Florianópolis, iniciou sua formação em dança com o balé clássico, em 1988, na Academia Albertina Ganzo. Suas principais professoras de balé foram Ivana Bonamini (1988-1989), Alba Lima (1990-2010), Valeska Figueiredo (1998-2008), Andréia Nolla (2004-2005) e Malu Rabelo (2012).

Em 1998, iniciou seus estudos em dança contemporânea, com a professora Valeska Figueiredo. Nesse ano, participou da fundação do Aplysia Grupo de Dança, no qual atuou como intérprete-criadora e diretora executiva até 2008. Junto com o grupo, obteve o Prêmio Caravana Funarte (2004), com o Projeto Universo Feminino; o Prêmio Funarte Klauss Vianna (2006), com o Projeto Möbius; e o Prêmio Funarte Plínio Marcos (2006), com o Projeto Catarinenses em Cena, em parceria com Elke Siedler. Ainda com o Aplysia, foi convidada a participar do Projeto Tubo de Ensaio (2001), do Conexão Sul (2002, 2003, 2006), da Mostra de Dança de Florianópolis(2001, 2005 e 2006) e do Múltipla Dança (2007).

Em sua formação, destacam-se também os seguintes professores: Elke Siedler, Adilso Machado, Telmo Gomes, Marta César e Bia Vilela (dança contemporânea); Catarina Coimbra e Peña de Souza (dança moderna); Alex Guerra (feldenkrais); Zilá Muniz (composição coreográfica), Sílvio Dufrayer (anatomia do bailarino) e Jane Prochnow (ashtanga vinyasa yoga).

Além dos trabalhos com o Aplysia, participou como bailarina do musical Lendas da Ilha, de Osvaldo Montenegro (2000) e do Marcos Frota Circo Show, em sua temporada em Florianópolis (2003).

Daniela Alves leciona balé clássico e dança contemporânea desde 1998, em academias, escolas, centros culturais e comunitários, principalmente para crianças. De 2000 a 2005, fez parte da equipe pedagógica e de coordenação do Projeto Social Aplysia, incentivado pelo Prêmio Brazil Foundation (2003) e pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Santa Catarina (2004). De 2007 a 2009, dirigiu o Espaço da Dança de Antônio Carlos, apoiado pela Prefeitura do Município. Em 2011, lecionou no Projeto Social Transforma, junto com Alba Lima e sob a direção de Renata Afonso. Dentre os cursos de aperfeiçoamento do ensino de dança, destacam-se o Curso de Didática de Dança para Crianças, com Claudia Damasio (2008) e o Curso de Dança Criativa, na UNIDANÇA, com Angela Ferreira (2009). Neste momento, leciona balé clássico para crianças e adultos no Célula Dança, em Florianópolis.

Além da formação em dança, Daniela Alves é graduada em Letras, com habilitação em Secretariado Executivo Bilíngue – Inglês e Português, pela Universidade Federal de Santa Catarina (2009). Trabalhou como revisora de textos e tradutora no Cyclops Group – CTC/UFSC (2008-2009), com bolsa do CNPq. Redigiu os projetos “Deixa a Luz Acesa” e “Gravação do CD Chico Martins e Convidados”, da área de música, aprovados pelo Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura (2009). Trabalhou na produção executiva de ambos os projetos e, atualmente, além de professora de dança, é assistente de produção de Chico Martins (guitarrista da Banda Dazaranha).

Eliz Silva

Ballet Clássico

Natural de João Pessoa (PB),iniciou seus estudos em dança no ano de 2004,na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil.Nos anos de 2004 e 2005 cursou Ballet Clássico,e no ano de 2006 ingressou no Curso de Dança Contemporânea ainda na Escola Bolshoi,sob orientação do professor Amarildo Cassiano.
Em 2011 formou-se na Escola Bolshoi em Dança contemporânea,onde trabalhou com o Coreógrafo e Diretor do Núcleo Mercearia de Idéias Luiz Fernando Bongiovanni, para coreografia de formatura “Mundo Líquido”.E em 2012 integrou a AMA Cia de dança dirigida por Amarildo Cassiano e Cláudia Maiole .Ainda em 2012 lecionava aulas de Ballet infantil com a equipe Lunikids sob a direção de Carolina Mansur (Ex- Professora da Escola Bolshoi) e Aulas de danças popular brasileira para crianças da comunidade carente de Joinville,no Projeto da AMA Cia de dança.
No ano de 2014 integrou a Cenarium escola de dança,onde trabalha atualmente como professora de Ballet .Atualmente integra a Cia Independente de Florianópolis, sob a direção artística de Anderson Machado.

Fernando Flesch

Sapateado

Desde criança sempre teve influências musicais e artísticas vindas da família. Natural de Florianópolis, começou o estudo do sapateado em 2003 com a professora Bia Mattar. Teve participação em grandes festivais de sapateados nacionais – Floripa Tap, Tap in Rio, Brasil International Tap Festival – e internacionais – DC Tap Festival, LA Tap Festival, Chicago Human Rhythm Project, Stockholm Tap Festival, Dubrovnik Tap Festival e IDO World Tap Dance Championship.
Foi premiado com 1º lugar em “Solo” e “Duo” de sapateado no 4º Festival de Dança Prêmio Desterro e 1º lugar em “Solo” de sapateado no VII Encontro Catarinense de Dança, sendo premiado como “Melhor Bailarino” do mesmo festival. Ainda foi vencedor da Batalha Tap in Rio, batalha de improviso de sapateado.
Desde 2011 aprofunda seus estudos com a professora Marina Coura. Em sua formação destacam-se os professores internacionais Lane Alexander, Roxanne Butterfly, Barbara Duffy, Michelle Dorrance, Jason Samuel Smith, Dianne Walker, Dormeshia Sumbry-Edwards, Sam Weber, Derick Grant e Chloe Arnold.

Gabriel Ferreira

Dança de Salão

Mais conteúdo em breve!

Guilherme Fant

Danças Urbanas | Breaking

Bailarino, professor e coreógrafo, natural de Florianópolis. Interessou-se pela cultura hip hop aos 15 anos quando junto a amigos do bairro começou a treinar alguns movimentos de breaking tirados de filmes, como mortais, flaire, flick de cabeça e freezes.

Em 2007 foi para Curitiba onde morou por 2 anos, lá integrou o grupo “Can Africa Spin” crew de bboys originário do ano 2000 e com a crew participou de vários campeonatos pelo o Brasil entre eles estão: Master Crews/ São Paulo, Battle Of The Year/ Campinas e Encontro das Ruas/ Joinville.

Ao voltar à Florianópolis em 2010 continuou a praticar o Breaking de forma independente apesar de ainda integrar o Can Africa Spin.
Em 2012 começa a dar aulas de Danças Urbanas na Cenarium Escola de Dança e neste mesmo ano passa a integrar o grupo Start Crew de Balneário Camboriu. Em 2013, Gui dá inicio a Crew South Flavor como uma tentativa de unir amigos de Curitiba, Balneário e Florianópolis.

Com a dificuldade da distancia física para os encontros e desenvolvimento de trabalhos, a South Flavor ganha uma nova formação em parceria com a Cenarium, buscando abordar as danças urbanas de maneira contemporânea, desenvolvendo um trabalho diferenciado e experimental nas músicas e movimentações, instigando no bailarino a busca por seu próprio tempero/flavour.

Gui Fant vem desenvolvendo seu aprendizado em movimentações corporais para além do breaking, em 2014 participou de alguns festivais do estado na modalidade de dança contemporânea e danças urbana e obteve premiações.

É professor e coreógrafo de breaking no grupo IGK Dance, com crianças do projeto social do Instituto Guga Kuerten em parceria com a Cenarium Escola de Dança. É também professor de Danças Urbanas nos colégios Sarapiquá e Cruz e Souza.

Em 2015 inicia a construção de seu primeiro Espetáculo de Dança “Asas” junto às parceiras Julia Milan, Elisa Schmidt, e Margo Ferreira, mesclando danças urbanas e técnicas aéreas de arnes. Este teve estreia em abril de 2016 e foram realizadas três apresentações na cidade de Florianópolis.

Julia Milan

Danças Urbanas | Power Ballet

Bailarina, professora e coreógrafa, natural da cidade de Florianópolis. Inseriu-se no mundo da dança em 1996 com o Ballet Clássico, o qual foi praticado até o ano de 2007.

Integrou os grupos Ballet Córdium, dirigido por Fárida Dell Antonio, Ballet Ciclo, dirigido por Katia Couto e posteriormente do In Pacto Jazz Company dirigido por Simone Cherem. Tendo experiências com ballet clássico, moderno, jazz e contemporaneo.

Em 2005, começa a praticar danças urbanas através do grupo Lil’Soul dirigido por Rodrigo Santos. Em 2007 com o grupo Xtazy Dance Troup Brasil dirigido por Rafaelle de Oliveira e Mayara Castro (Portugal), e em 2008 passa a integrar o grupo Hip Hop Soul dirigido por Bruno de Carvalho onde foi integrante durante seis anos.

Em 1999 iniciam suas participações em eventos, mostras, espetáculos e festivais de dança, com diversas modalidades, do ballet clássico às danças urbanas e em muitos obteve premiações relevantes.

Desde 2012 é professora de danças urbanas na Cenarium Escola de Dança trabalhando com crianças e adultos. Em parceira com Guilherme Fant desenvolve em 2014 o grupo South Flavor, que busca desenvolver trabalhos artísticos com uma visão contemporânea das Danças Urbanas.

Além disso é estudante de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Santa Catarina, neste cenário já ofereceu alguns cursos de Danças Urbanas em encontros de estudantes de arquitetura e organizou a I e II Semana de Arte Popular, evento realizado por estudantes da UFSC, UDESC, IFSC e outras entidades acadêmicas.

É professora voluntária no grupo IGK Dance, com crianças do projeto social do Instituto Guga Kuerten em parceria com a Cenarium Escola de Dança. É também professora de Danças Urbanas no colégio Sarapiquá.

Em 2015 inicia a construção de seu primeiro Espetáculo de Dança “Asas” junto aos parceiros Gui Fant, Elisa Schmidt, e Margo Ferreira, mesclando danças urbanas e técnicas aéreas de arnes. Este teve estreia em abril de 2016 e foram realizadas três apresentações na cidade de Florianópolis.

Juliana Campelo

Sapateado

Natural de São Paulo mas, filha de militar, já viveu em diversas cidades ampliando seu contato com a dança. Iniciou com o Ballet Clássico, em Natal (RN) aos 3 anos de idade, em 1998. Foi em São José dos Campos, um dos maiores polos de dança do Brasil, que conheceu o sapateado aos 9 anos, 2004, onde teve aula com a professora Patrícia Stellet até 2012. Entre 2010 e 2011 viveu no Canadá, tendo aula de jazz e sapateado com o professor Brian Toms. Desde 2013, quando mudou-se para Florianópolis, continua seus estudos com a professora Marina Coura. Desde 2014 é integrante do grupo profissional de sapateado IEA1. Ao longo destes anos participou de diversos festivais e mostras competitivas na categoria grupo sendo premiada em todos eles. Em sua formação destacam-se professores nacionais e internacionais como: Charles Renato, Adriana Brunato, Samanta Varela, Derick Grant, Star Dixon, Bril Barrett, Flávia Costa, Leonardo Sandoval, Lane Alexander, Maud Arnold, Christiane Matallo, Daniel Borak, Melissa Tannús, Yukiko Misumi, Pamela Yasutake, entre outros.

Juliana da Silveira

Dança Ímpar Power

Formada em Educação Física pela Universidade do Estado, UDESC. Formada em Pilates Completo pelo TAO PILATES Instituto de Medicina do Exercício e do Esporte, cursando Pós-Graduação em Aprendizagem, Desenvolvimento e Controle Motor na Estácio de Sá e Cursando Aperfeiçoamento em Danças Cubanas com os professores, Alexei Ramos e Emilia Pedra.

Tem experiência com Dança há cerca de 20 anos, sendo 10 ministrando aulas de dança. Participou de alguns grupos de Dança em Florianópolis, onde teve experiência com o Ballet, Jazz, Contemporâneo, Hip Hop, Danças Populares. Onde veio a participar de diversos festivais.

Fez diversos cursos de aperfeiçoamento nas modalidades de Jazz, Contemporâneo, Street Jazz, Dança Afro e Ritmos. Atualmente é professora na Cenarium Escola de Dança, onde trabalha com as modalidades de Jazz e Impar Power, além de ser professora de Dança na rede do Estado de Santa Catarina e também professora do Ensino médio inovador, no Instituto Estadual de Educação.  Coreografa no Carnaval de Florianópolis.

Kiko Knabben

Capoeira

CONTRAMESTRE KIKO

Começou a praticar capoeira em março de 1992 no Colégio de Aplicação/UFSC com o professor Moriel Costa.

Em 1996 inicia sua trajetória como professor de capoeira sob a orientação do Mestre Calunga na Academia Catarinense de Ginástica – Colégio Catarinense e no Colégio Geração Beiramar. Na ocasião, o Mestre lhe convidou para ser seu substituto durante uma viagem de um ano que faria para a Espanha. Iniciou assim um programa de formação como monitor para assumir as aulas do Mestre Calunga. Na mesma época, assumiu também as aulas no Colégio de Aplicação-UFSC durante o período em que seu professor Moriel necessitou afastar-se.

A experiência com a capoeira despertou também o interesse em aprofundar os estudos sobre a cultura do movimento humano. Assim, ingressou no curso de Licenciatura em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Catarina-UFSC formando-se em 2001.

Ao longo desses anos vem desenvolvendo projetos com aulas de capoeira em diversos locais e para todas as idades. Participa regularmente de encontros, festivais e cursos de formação com o intuito de manter seu aprendizado em relação aos fundamentos da Capoeira Angola.  Como professor, foi convidado por quatro anos consecutivos, 2012, 2013, 2014 e 2015, para ser o professor residente no “Annual International Festival of Capoeira” – Afro Brazil Arts em Nova Iorque – EUA, um evento organizado por Michael Goldstein – Mestre Ombrinho, o primeiro estrangeiro a receber a graduação de mestre na capoeira.

Em 2013 foi formado Contramestre e atualmente coordena um dos núcleos da Associação Brasileira Cultural de Capoeira Angola Palmares em Santa Catarina. Seu trabalho é orientado diretamente por Norival Moreira de Oliveira, “Mestre Nô” (Salvador-BA), que com mais de 60 anos dedicados à capoeira, é hoje um dos Mestres tradicionais mais importantes do Brasil ainda em atividade.

Leonardo Reis

Hip Hop Funk | Street Dance

Mais conteúdo em breve!

Lidiani Emmerich

Dança de Salão | Ballet Clássico

   É professora de Dança Criativa, Ballet Clássico, Dança de Salão e coordenadora do núcleo infanto-juvenil da Cenarium Escola de Dança desde 2005, bailarina e diretora da Grão Companhia de Dança, Licenciada e Bacharel em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC/2009), pós graduada em Dança: Educação e Cultura pela IPEGEX (2014) e tem formação em Educação somática no NÚCLEO 8 de Débora Bolsanelo (2018/2019). Diretora da circulação Santa Catarina do espetáculo Moebius, contemplado pelo Prêmio Elisabete Anderle de estímulo à dança (2015), da circulação norte do mesmo espetáculo contemplado no Prêmio Funarte de dança Klauss Vianna (2015) e do projeto de manutenção da Grão cia de dança contemplada pelo Prêmio Elisabete Anderle (2017). Idealizou com Gabriel Ferreira a pesquisa conexão individual e comunicação a dois (desde 2010) e o projeto Tango experiência (desde 2011), que hoje se expressa em um grupo de estudos em Tango e cena, cursos que em sua expansão criou Grão (2012), cia que procura na coletividade um sentido de existência e proposição artística. 

Seus estudos formais em movimento foram iniciados em 1993 através do Teatro e dança e tiveram seu processo construído nas escolas Aprendizes da Ribalta (SC), Escola Permanente de Dança do CIC – Ballet Paula Castro (SC e SP), Cia Alma Negra (SC), Escola do Teatro Bolshoi no Brasil (SC), Estúdio de atores (SC), Casa da Dança Luiz e Laura (SC) e Cenarium Escola de Dança onde permanece em continuidade com suas pesquisas artístico- pedagógicas. Além das escolas regulares estudou e estuda com profissionais que trouxeram pertinência e inspiração à temas sempre atuais em suas pesquisas como: estados de presença, corpo e estrutura, aikido e fluxo de movimento, atenção e escuta através do contato improvisação e corpo somático em busca de olhos para um corpo cooperativo e relacional. Alguns dos catalisadores dessas experiências foram: Catarina Cortez, Adilso Machado, Paulo Almada, Oberdan Piantino, Elke Siedler e Débora Bolsanelo. Suas pesquisas são constantemente compartilhadas através de intercâmbios, mostras, cursos e festivais em que atua em mesas de debate, oficinas e apresentações como bailarina e avaliadora. 

EXPERIÊNCIA 

Escola de Teatro Aprendizes da Ribalta, Florianópolis (SC) — 1994-1996

Escola dedicada ao estudo de técnicas vocais, corporais e de interpretação.

Escola Permanente de Dança do CIC – Ballet Paula Castro (SC/SP) — 1995-1999 

Escola com técnica dedicada ao estudo do método cubano de Ballet, com bailarinos regularmente avaliados através de maitres da Escola Nacional de Ballet da República de Cuba. 

Cia de Teatro Infantil Valdir Dutra, Florianópolis (SC) — 1996 a 1998 

Circulando Santa Catarina com peças infantis. 

Cia de Dança Alma Negra, Florianópolis (SC)— 1998 e 1999 

Cia dedicada aos estudos de estilos como Danças Urbanas, Jazz e Dança Afro. 

Studio de Atores, Florianópolis (SC)— 1998 e 1999 

Curso de Televisão e Cinema. 

Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, Joinville (SC) — 2000-2003 

Escola profissionalizante com avaliação regular em disciplinas como Ballet Clássico, Ballet Clássico de Repertório, Dança a Caracter, Dança Popular e Histórica, Música, História da Dança, Ginástica Respiratória entre outras disciplinas. Junto à Escola participou das apresentações de aniversário da escola, bem como de sua I Mostra Didática em Joinville e através das cidades de Santa Catarina. 

Casa de Dança Luiz e Laura – Florianópolis (SC)— 2003 e 2004 

Iniciou seu estudo em Dança de Salão e realizou enquanto bailarina seu primeiro trabalho relacionado ao Tango. 

Centro Cultural Kirinus / Atual Cenarium Escola de Dança – Florianópolis (SC)— Desde 2005 

Participou da fundação da Escola e desde seu primeiro ano atua como professora de Ballet Clássico, Dança Criativa e Dança de Salão. Dentro do Ballet Clássico dirige histórias/espetáculos interativos entre turmas do núcleo infanto-juvenil desde 2009: A natureza das coisas (2009), Todo o mundo munda (2010); Arriscando uma História (2011); RECreando o som (2012); Portentoso, o bicho que nunca ninguém viu (2013); O que nasce na cabeça pra lá dos cabelos (2014); Tá nos olhos de quem vê (2015); Aventurança, onde toda a brincadeira vira dança (2016); Expresso memória: conexões imaginarias com o mundo (2017); De repente, nada parece fazer sentido (2018) e HÁ UM PASSADO NO MEU PRESENTE: E ele fala de coisas bonitas que eu acredito que não deixarão de existir (2019).

Kirinus Cia de Dança, Florianópolis (SC)— 2005 a 2009 

Obteve prêmios e convites através de seus trabalhos: Série de Cartões Telefônicos Brasil Telecom (2005), Face a face (2005), Samba sim! Porque não? (2006), Simplesmente (2007), Libertando (2008), Sensações (2008), Arrepios (2009), De cor (2009). 

Parceria com Gabriel Ferreira — Desde 2010 

Apesar de dançarem juntos desde 2005, dirigiram seu primeiro trabalho, In Certo Presente, neste ano, trabalho que proporcionou os primeiros diálogos entre a dança de salão e outros possíveis olhares artísticos e o desejo de investigar sobre a Dança a dois enquanto conexão, sensibilidade e comunicação. Ainda em 2010 um primeiro ensaio aberto sobre as memórias do corpo trouxe o espetáculo Riscos de Lembrança com Direção do artista Adilso Machado. A parceria com outros artistas fortalece a busca e am- plia as possibilidades através da dança. Rafael Martins e Giulianna Davoli foram também parceiros de estudos e criação. 

Aos amigos (2011), El Andén (2011), Horas – Olhos a tempo (2011), Primeiro movimento da Sonata no 14 op.27 de Bethoven (2012), Pronunciação rítmica do meu amor por ti (2012) e Café 1930 (2013), são alguns dos trabalhos que criaram e interpretaram. Juntos foram premiados em todos os festivais e campeonatos que participaram. 

Cia Grão – Florianópolis/SC— Desde 2012 

Idealizada por Lidiani e Gabriel, Grão é uma companhia que pesquisa coletivamente o entorno de tudo o que mova, repense e ressignifique a Dança de Salão. Composta por oito integrantes, a cia se dedica atualmente à pesquisa e criação de seu novo espetáculo, caminhando a favor de editais como possibilidade de ampliação de seus caminhos. Professores de diferentes técnicas 

trazem à companhia vivências corporais em prol da construção dos trabalhos e formação dos bailarinos. Entre trabalhos anteriores estão Grão e Próximo (2012) e Embrace (2013), Moebius (2014), Estudo sobre redes (2015). Tiveram a construção de seu espetáculo Moebius viabilizado pela plataforma de financiamento colaborativo online CATARSE (2014) e foram contemplados pelos prêmios Elisabete Anderle 2015 para circular Santa Catarina e Prêmio Funarte de dança Klauss Vianna 2015 para circular o norte do país. Teve seu projeto de manutenção aprovado pelo Prêmio Elisabete Anderle 2017 e pelo mesmo edital foi convidada a participar da miscelânea em dança, projeto que envolve dança, música, artes plásticas e notação. 

Tango Experiência – Florianópolis/SC— Desde 2011 

Idealizada por Lidiani e Gabriel, Tango Experiência é um projeto que busca, na prática do Tango, empoderar pessoas a partir do reconhecimento dos potenciais do seu corpo, que em conexão ganham oportunidade de acessar e ser acessado, por ele mesmo e por outros corpos em um processo de constante descoberta de novas disponibilidades. 

Tango Experiência existe atualmente em formatos intensivos, extensivos, e vem expandindo suas possibilidades através de conhecimentos somáticos como potencial processo de prevenção do movimento. 

Curso de Qualificação em Tango Dança – Ano I – Escola do Teatro Bolshoi no Brasil – Joinville/SC— de Março a Dezembro de 2012 

Curso destinado ao estudo do Tango em seu âmbito histórico, social, filosófico, literário, musical e corporal em busca de uma investigação de caracter científico. 

Kinomichi – Garopaba 2018 

Imersão de três dias na Ecovillage Gaia, com Christiana Cavalcanti. 

FORMAÇÃO

Universidade Federal de Santa Catarina — Licenciatura plena em Educação Física (2009);
IPGEX – Pós graduação – Especialização em Dança: Educação e Cultura (2014) – 390 horas; NÚCLEO 8 – Formação em Educação Somática (2018/2019) – 112 horas. 

CURSOS E FESTIVAIS 

Além das escolas regulares estudou com Catarina Cortez (Fisioterapeuta) em busca de uma prática mais saudável dentro do Ballet Clássico e Dança de Salão; dentro de sua pesquisa corporal esteve em contato com técnicas de pilates, yoga, contato e improvisação. Frequenta regularmente congressos e festivais relacionados à sua área como congressista e professora. 

Como congressista e professora: 

Bento em Dança (1997, 1998, 2005 e 2009), Mery Rosa (1997), Cuballet – Ballet Paula Castro – SP (1998), Festival de Dança de Joiville (1999), Porto Alegre em Dança (2005) Baila Floripa (2003 a 2014), Baila Costão (2006 a 2014), Congresso Internacional de Tango de Florianópolis (2008 a 2011 e 2013), Congresso Mundial de Salsa, Samba, Zouk e Tango de São Paulo (2010 e 2011), Cosmotango – Congresso internacional de Tango de Buenos Aires (2010), Miscelânea SESC (2010 a 2012), Festival Prêmio Desterro – bailarina (2010 a 2012), Prêmio Desterro – jurada (2016 e 2017), Santa Catarina Dança (2011), Maratona Cultural de Florianópolis (2011 e 2012), Cruzeiro dançando a bordo (2014, 2015 e 2016), além de cursos particulares nos anos de 2016, 2017 e 2018. Mostra transborda, SESC Santa Rita Recife, mesa de conversa, oficinas e espetáculo (2017), Encontro contemporâneo de Dança de Salão – SP (2018), Projeto Tango Experiência em Belo Horizonte (2018); Residência contemporânea de Dança de Salão – Florianópolis (2019), Projeto Tango Experiência em Florianópolis e São Paulo (2019); Bienal de tango de Florianópolis (2019);  Dança em Cena (2019); Travessias: Tango Experiência, Yoga e Ayurveda (2019), Encontro contemporâneo de dança de salão (2018 e 2019).

ÚLTIMAS PREMIAÇÕES 

    • Porto Alegre em Dança – Kirinus Cia de Dança – 1o Lugar (2005);
    •  Bento em Dança – Kirinus Cia de Dança – 1o Lugar e prêmio revelação (2005); 
    • Festival Ritmos a dois de Joinville – Lidiani e Gabriel – 1o Lugar – In Certo Presente (2010);
    • Festival Prêmio Desterro de Florianópolis – Lidiani e Gabriel – 3o Lugar – In Certo Presente (2010);
    • Festival Prêmio Desterro de Florianópolis – Grupo Experimental – 3o Lugar – Assanhado (2010);
    • Congresso Internacional de Tango de Florianópolis – Lidiani e Gabriel – 1o Lugar – Aos amigos (2011);
    • Festival Prêmio Desterro de Florianópolis – Grupo Experimental – 3o Lugar – Para (2011); 
  • Santa Catarina Dança – Lidiani e Gabriel – 1o Lugar e prêmio destaque – Aos amigos (2011);
  • Festival Prêmio Desterro de Florianópolis – Lidiani e Gabriel – 1o Lugar e prêmio destaque – Aos amigos (2012);
  • Festival Prêmio Desterro de Florianópolis – Grão – 1o Lugar – Aos amigos (2012);
  • Festival e Mundial de Tango de Buenos Aires – Semifinalista na categoria pista (2013);
  • Prêmio Elisabete Anderle de estímulo à cultura – Moebius: circulação Santa Catarina (2015); 
  • Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna – Moebius: circulação norte (2015);
  • Prêmio Elisabete Anderle de estímulo à cultura – Grão cia de dança: Investigação, difusão e manutenção (2017). 

Luckas Souza

Jazz Funk

Mais conteúdo em breve!

Marcos Freitas

Dança Ímpar Power | Ímpar Criativa | Jazz | Dance Clip | Funcional

Graduado em Educação Física pela Universidade da Região de Joinville e Pós Graduado em Dança Educacional pela Censupeg Brasil.

Experiência de mais de 20 anos na área da dança como bailarino, professor e coreógrafo, nas modalidades: Ballet Clássico, Dança Contemporânea, Danças Populares, Danças Urbanas, Estilo Livre e Jazz. Cursos com renomados professores da área.

Iniciou suas atividades no Centro de Danças Ika e CIA na cidade de São Bento do Sul.
Foi Diretor Artístico, Professor e Coreógrafo na Dançarte Studio de Danças na cidade São Bento do Sul.

Professor responsável por Oficinas de Danças em Colégios Particulares e Escolas Publicas.
Foi bailarino do Grupo de Dança Fernando Lima durante 11 anos, nas modalidades Jazz,  Dança Contemporânea e Danças Urbanas. Com aulas de ballet clássico para aperfeiçoamento das técnicas.

Participou de diversos Festivais e Competições no país como bailarino e coreógrafo. Conquistando inúmeras premiações.

Como o Festival de Dança de Joinville, Festival Passo de Arte/SP, Prêmio Desterro/SC, Festival Internacional de Hip Hop/PR, Festival Internacional de Jazz/PR,

Experiência com Espetáculos de Dança, Eventos e Performances.

Marina Mano

Sapateado

Estudante de Psicologia na Universidade Federal de Santa Catarina, Marina iniciou seu contato com a dança no ano de 2000, primeiramente com ballet e sapateado, passando a compor posteriormente o grupo Patibiribia Infanto Juvenil de sapateado. Em sua formação destacam- se as professoras Bia Mattar, com quem iniciou e permaneceu por 10 anos e Marina Coura com quem tem aulas atualmente.
Ao longo destes anos participou de diversos festivais nacionais e internacionais, entre eles Floripa TAP, Tap in Rio e DC Tap Festival, prestigiando aulas com diversos professores como: Lane Alexander, Roxane Butterfly, Barbara Duffy, Maud Arnold, Chloe Arnold, Samanta Varela, Charles Renato, Christopher Broughton, Nico Rubio, Steven Harper, Sarah Reich, Derick Grant, Thiago Marcelino, Star Dixon, Brill Barrette, Jason Samuel Smith, Christiane Matallo, entre outros. Fez também algumas aulas em Barcelona com os professores Guillem Alcalay e Sharon Lavi. Competiu no festival TapJazz em 2009, na categoria Grupo, obtendo o quarto lugar, no DC Tap Festival em 2014, com um duo, ocupando o segundo lugar, no Prêmio Desterro 2014, na categoria grupo, obtendo segundo lugar e no mesmo festival em 2015 obteve o terceiro lugar na categoria solo e grupo.
Marina é uma amante da arte em geral, já tendo feito aulas a curto tempo de múltiplos gêneros como Canto, Danças Urbanas, Jazz e Dança de Salão, acredita desta forma na pluralidade na dança e da arte e busca trazer esta ideia para a sala de aula.[/fusion_images]

Natan Nicolas

 Dança de Salão

Mais conteúdo em breve!!

Rita Cardoso

Sapateado | Ballet Clássico

𝑹𝒊𝒕𝒂 𝑪𝒂𝒓𝒅𝒐𝒔𝒐 é formada pela Escola de Dança Alice Arja, nas modalidades Sapateado Americano e Ballet Clássico Método Vaganova (Técnicas de Pas de Deux, Técnicas de Pontas, Prática de Variações Clássicas do Repertório Internacional, Repertório Teórico I e II, História da Dança I e II, Terminologia, Música e Teatro).
Registro profissional pelo Sindicato da Dança do Rio de Janeiro como Artista Bailarina e Maître de Ballet, DRT 40097/90.

Atuou como Bailarina Profissional na Cia de Ballet do Rio de Janeiro, dançando contemporâneo e Ballet de Repertório (A Bela Adormecida, Coppélia, Dom Quixote, Les Sylphides, La Fillé Mal Gardeé, O Quebra Nozes, Dom Quixote, Paquita, O Corsário e outros.

Teve diversos professores renomados como:
Ballet Clássico com Alice Arja, Sérgio Lobato, Flávio Sampaio, Vera Aragão, Thaís Alves, Andréia Bergalo, Mirian Guimarães, Tíndaro Silvano, Sonia Machado, Hélio Bejani e Daniel Mendez.
Sapateado com Marchina, Adriana Salomão, Flávio Salles, Valéria Pinheiro, Van Porter, Steven Harper, Amália Machado, Cíntia Martim, Cristiane Tachlitsky, Claúdia Barbosa, Renato Valverde e Carlos Viega.
Jazz com Valéria Gomes, Carlos Laerte e Sérgio Rocha.
Afro Brasileira com Gilberto de Assis e Sidney Gomes.
Dança Flamenco com Lúcia Caruso e Gisele Ferreira.

Participou como coreógrafa de inúmeros concursos nacionais e mostra de dança, tendo conquistado primeiras e segundas colocações na modalidade Sapateado, Ballet e Dança Caráter.
Experiência em produção de eventos, espetáculos, colônia de férias e júri de mostra de dança.

Participou do programa Xuxa Park como coreógrafo do Grupo Infanto juvenil Corpo Livre. Assistente da coreógrafa Alice Arja da Comissão de Frente da Portela e Renascer de Jacarepaguá. Assistente de Produção da Escola de Dança Corpo Livre e Projeto Social “Eu Danço”. Produção e direção do Festival Interno de Coreografias Corpo Livre. ⠀

Fez parte das grandes Escolas de Danças no Rio de Janeiro e Niterói, Escola de Dança Alice Arja, Escola de Dança Corpo Livre, Escola de Petite Danse, Escola de Danza Dimensione, Centro de Dança de Artes Campo Grande, Cia de Dança Márcia Lacombe, Studio Fernanda Vieira, Camarim Escola de Dança e Dançarte Centro de Dança.

Atualmente faz parte da equipe das Escolas de Danças em Florianópolis, Studio de Dança Maria Morena, Cenarium Escola De Dança, Espaço Movidança e Studio Juliana Borges.

Roberta Vaz

Jazz

Experiência
Bailarina desde pequena, fez aulas de Ballet Clássico, sapateado, jazz, street dance e hip
hop.
Começou a dançar com 2 anos de idade e nunca mais parou.

Experiência profissional:
Foi assistente da bailarina Helo Gouvêa em São Paulo por muitos anos.
JANEIRO/DEZEMBRO DE 2010 – 2013

Estúdio Anacã Corpo e Movimento, São Paulo – Professora de Dança
● Professora de Jazz
● Professora de Hip Hop
● Professora de Walk Dance
● Professora de Street Dance
JANEIRO/DEZEMBRO DE 2008 – 2010

Academia Steps , São Paulo – Professora de Dança
● Professora de Jazz
● Professora de Hip Hop
● Professora de Walk Dance
● Professora de Street

Formação
Fevereiro de 2014 – Fevereiro de 2019
Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis – Sc – Graduada em Teatro
O curso de graduação em Licenciatura em Teatro da UDESC está articulado em três eixos
formativos complementares e interdependentes: Pedagogia do Teatro, Prática Teatral e
Teoria Teatral. Esta articulação visa à formação de um professor/artista, um profissional
preparado para exercer a função de professor, artista, pesquisador e instrutor no campo do
Teatro. (Site da Udesc)

Thais Vieira

Funk

Thaís iniciou seus estudos com Dança de Salão, participando de diversos grupos renomados de Florianópolis, como Ritmo Grupo de Dança e Cia de Dança Nando Berto além de dar aulas na Modalidade.

Posteriormente direcionou seus estudos para as Danças Urbanas, com professores de Florianópolis.
Ingressou diversos grupos, como RB’ounce e Seed’ance Company, e viajou pelo Brasil para participar de competições e workshops.
Atualmente é integrante do Grupo LAB Urban Dance, dirigido por Renan Perez, pelo qual já participou de grandes festivais e competições.
Em 2018 teve a oportunidade de dar aula de Funk, ritmo que sempre estudou de forma independente.
Atualmente ministra a modalidade Funk em diversas escolas da Grande Florianópolis.

Victoria Scatena

Ballet Clássico | Alongamento e Flexilidade

Iniciou seus estudos aos cinco anos de idade na Fundação de arte e cultura de Ubatuba\SP, participando de festivais com premiações. Aos doze anos ingressou na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, tendo experiências nacionais e internacionais, dançando renomados ballets de repertório como Don Quixote, Giselle, Les Sylphides, O lago dos Cisnes, entre outros. Convidada a estagiar na Escola do Teatro Bolshoi de Moscou, Chicago e Nova Iorque. Formada aos 17 anos, teve experiências profissionais como bailarina na Compania de dança Sesiminas e Ballet Jovem de Santa Catarina.
Professora de Ballet clássico para turmas de baby, preparatório, básico com pontas e adulto iniciante. Como professora obteve premiações em festivais de dança e aprovações de alunos em audições na Escola de dança Maria Olenewa no Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

Willian Mario

Vogue

Mais conteúdo em breve!